Notícias e Eventos


FUCAPE: há uma década entre as 10 melhores do Brasil e nota máxima na avaliação do MEC

Publicação: 01/03/2020

Apenas 2% das instituições de ensino superior têm nota máxima no Índice Geral de Cursos (IGC), das 2071 instituições avaliadas. A FUCAPE está entre as notas máxima (5) mais uma vez

Neste ano, a FUCAPE Business School completa uma década de história entre as 10 melhores Instituições de Ensino Superior (IES) do Brasil e, novamente, a 1ª no Espírito Santo, dentre 2.071 instituições de ensino avaliadas (universidades, faculdades, centros universitários e institutos federais), tanto públicas quanto privadas.

O resultado é referente ao Índice Geral de Cursos (IGC) de 2018, divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), nesta quinta-feira (12). A FUCAPE pela 10ª vez consecutiva está dentre as 10 melhores IES do País, com a nota máxima na avaliação do MEC: nota 5. Apenas 2% das instituições de ensino superior têm nota máxima no Índice Geral de Cursos (IGC), que avalia a qualidade das instituições do país.

Clique aqui para acessar a íntegra do resultado do IGC e CPC 2018, divulgado no site do INEP.

“A FUCAPE preza pela busca contínua em fomentar e multiplicar conhecimentos que contribuam para o desenvolvimento humano e a transformação social e ética. Os resultados alcançados, e mais uma vez reconhecidos pelo MEC, refletem o desempenho do nosso corpo docente e administrativo e dos nossos alunos. Todos os Fucapeanos estão de parabéns por essa vitória” – Diretoria FUCAPE.

CPC

O Conceito Preliminar de Curso (CPC) é o conceito que avalia o curso em uma escala de 1 a 5. Para o cálculo, são considerados: Conceito Enade (desempenho dos estudantes na prova do Enade); Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD); corpo docente (informações do Censo Superior sobre o percentual de mestres, doutores e regime de trabalho) e percepção dos estudantes sobre seu processo formativo (informações do Questionário do Estudante do Enade).

IGC

Índice Geral de Cursos (IGC) - é o indicador que avalia a instituição. Fazem parte do cálculo do IGC: média dos CPCs do último triênio do Enade (2016, 2017 e 2018), relativos aos cursos avaliados da instituição; média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) na última avaliação trienal disponível; e distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.

A equipe FUCAPE está orgulhosa de todos alunos, professores e colaboradores que fazem parte dessa conquista!