Notícias e Eventos


Programa da FUCAPE ensina educação financeira para famílias endividadas

Publicação: 05/10/2020

Neste ano, o Instituto FUCAPE de Tecnologias Sociais, em parceria com a FUCAPE Business School, lançou o edital de Formação de Instrutores Voluntários de Educação Financeira, com o objetivo de reunir alunos e membros da comunidade fucapeana para se tornarem tutores de famílias em dificuldade financeira. Ao todo são 110 Fucapeanos, entre alunos e egressos, inscritos para participar do projeto.

O programa tem como finalidade criar meios didáticos e humanizados que capacitem os alunos a atuarem junto a pessoas em situação de alta vulnerabilidade social e que possuem dívidas, com o propósito de organizar as finanças pessoais das famílias beneficiadas pelo programa de Regularização Fundiária Urbana (Reurb), incluindo o planejamento do pagamento das respectivas dívidas por intermédio de parcerias firmadas com instituições financeiras parceiras da FUCAPE e do Instituto FUCAPE.

Educacao Financeira (1)

“Um dos grandes fatores que auxilia no desenvolvimento de uma comunidade é a titulação jurídica da propriedade. Por meio do Reurb, nós cumprimos todos os requisitos de difícil execução [burocráticos e documentais] para que essas famílias conseguissem a regularização da propriedade sob a qual residem. Porém, na hora da entrega dos títulos para as famílias nos deparamos com uma questão muito importante: boa parte dos beneficiários não entendem a potencialidade do que eles estavam recebendo. Por isso, decidimos criar o projeto de Educação Financeira, que auxiliará as famílias a tomarem decisões de cunho financeiro de forma mais prudente e assertiva”, disse o cofundador da FUCAPE e coordenador geral do InspiraES, Aridelmo Teixeira.

Para Teixeira, a limitação percebida nas pessoas inseridas no Reurb, foi uma oportunidade para avançar e mostrar tudo o que elas podem fazer com o título, e, principalmente, a inclusão delas no sistema financeiro.

O projeto de Educação Financeira teve seu início no dia 19 de agosto de 2020. Já no mês de setembro, a equipe de voluntários realizou a etapa de diagnóstico com as famílias selecionadas para a fase piloto do treinamento.

“Para mim, participar do programa está sendo ótimo, porque descobri falhas que devo mudar. Vou colocar em prática as coisas que estou aprendendo. As mudanças que espero na minha vida são planejamento, metas e focar em algo que vai me dar resultado”, compartilhou umas das participantes, Gorette Maria.

Material e conteúdo

“Temos como perspectiva melhorar a condição socioeconômica de famílias com alta vulnerabilidade social. Foi detectado que as famílias, principalmente as que são atendidas pelo Reurb, possuem um elevado índice de endividamento. Dentro da perspectiva financeira de orçamento familiar, elas ainda não estão a margem de um orçamento sustentável e equilibrado. O que leva a uma série de dificuldades, inclusive dificuldades básicas de alimentação”, explicou o coordenador do projeto de Educação Financeira, Prof. Dr. Danilo Monte-mor.

De acordo com Monte-mor, a equipe envolvida construiu um material específico e exclusivo para o público atendido pelos Fucapeanos.

“Os materiais disponíveis tanto na academia quanto em instituições de crédito ou financeiras que lidam com esse tipo de problema [endividamento], são materiais com textos e mensagens muito elaborados e que não necessariamente conseguiriam atingir o nosso público-alvo”.

O professor acrescentou que o material foi elaborado para ser didático e capaz de transmitir uma mensagem de educação financeira simples e de fácil compreensão. O programa foi dividido em duas partes: a primeira trata-se da confecção do material e a segunda é a aplicação do projeto.

No dia 8 de outubro, inicia-se o segundo módulo do programa, com previsão de atendimento de até 200 famílias.

Daniel Alencastre
Comunicação FUCAPE