Notícias e Eventos


Fucapeano Daniel Galvêas publica artigo em revista científica internacional sobre a mortalidade por COVID-19 no Brasil

Publicação: 24/05/2021

Preocupados com a confiabilidade de dados sobre as taxas de mortalidade e contaminação pela COVID-19 no Brasil, o fucapeano Daniel Galvêas, aluno do Programa de Mestrado Acadêmico em Administração e Contabilidade da FUCAPE, junto aos professores Dr. Fernando Barros e o Dr. Carlos Fuzo, escreveram o artigo “A forensic analysis of SARS-CoV-2 cases and COVID-19 mortality misreporting in the Brazilian population”.

O estudo foi publicado no Journal Public Health, da instituição de caridade independente e multidisciplinar dedicada à melhoria da saúde pública, Royal Society for Public Health, no dia 19 de maio de 2021.

Fucapeano Publica
Daniel Galvêas

Parceiros em projetos de longas datas, o Prof. Dr. Fernando Barros convidou o mestrando para o projeto em outubro de 2020, após ver um Call of Paper (chamada de trabalhos) da revista Nature, convocando pesquisadores ao redor do mundo para produzirem artigos sobre o tema.

A publicação do artigo permite uma análise mais criteriosa e proporciona um debate a respeito da confiabilidade de dados em um período tão importante para entender o cenário da pandemia. “Enquanto outros pesquisadores utilizaram apenas os dados em nível nacional, eu, o Dr. Fernando Barros e o Dr. Carlos Fuzo nos diferenciamos, principalmente, ao estudar os dados em nível municipal com todos os 5.570 municípios do Brasil. Esperamos que o resultado alcançado possa contribuir para futuras pesquisas brasileiras e internacionais sobre o assunto”, disse.

Confiabilidade de dados

A concepção do artigo veio de uma ideia do Prof. Dr. Fernando Barros ao pensar sobre os dados da pandemia. “De fato, esse é assunto muito delicado ao falar sobre confiabilidade de dados no período da COVID-19, mas também é muito importante discutir. Políticas públicas bem desenhadas precisam ser baseadas em dados, em evidências. Particularmente, para o controle de uma pandemia, precisamos ter um número confiável sobre o número de mortos e contaminados com a doença. É de extrema importância para fazer uma alocação de recursos e combater essa pandemia de uma forma mais eficiente”, ponderou Barros.

Whatsapp Image 2021 05 24 At 12.56.24
Prof. Dr. Fernando Barros

Ao analisar as características desses dados, os pesquisadores terão a capacidade de ajudar a sociedade, universidades e formuladores de políticas públicas a terem uma melhor compreensão de como utilizar e interpretá-los para combater a pandemia.

“Estudando sobre o assunto, eu vi que já haviam alguns testes utilizando a Lei de Benford para a COVID-19, particularmente para China, Itália e Estados Unidos. Eu achei que seria interessante fazer isso no Brasil. Já tínhamos evidências, por outros pesquisadores, que estava acontecendo uma subnotificação de mortes e de contaminados. Dessa maneira, achei interessante aplicar um teste estatístico para ter uma outra medida sobre essa notificação. Além disso, a entrada do Dr. Carlos foi excelente para termos esse debate direto com pesquisadores da área da saúde”, revelou Barros.

Para acessar o artigo, clique aqui.

Daniel Alencastre
Comunicação FUCAPE