Economia brasileira “tá de fogo morto” – ES Brasil / Prof.ª Dr.ª Arilda Teixeira

O título deste artigo é parte da frase dita pelo personagem do livro Fogo Morto, de José Lins do Rego, referindo-se à decadência da propriedade de um Coronel latifundiário do sertão nordestino.

Traz a melancolia da lembrança do poder (autoritário) perdido ao longo do tempo; dos rastros de estagnação gerados pelo modelo de atividade econômica adotado – escravocrata; e da ideologia política praticada – autoritária.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

Comunicação Fucape

Compartilhe

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Artigos Relacionados

Skip to content